07/01/2017

Sobre esse desapego: Se amar + despedidas


Instagram ♥ Facebook ♥ Pinterest ♥ We heart it ♥ Twitter ♥ Tumblr

Sobre esse desapego... Hoje vamos falar de duas coisas que a primeira é algo que todo mundo deveria fazer, tanto por você mesmo pra te dar uma chance de te olhar com outros olhos como também pela sua auto-estima. E a segunda foi algo que tive de me adaptar esses últimos meses, foi um pouco doloroso e a saudade só aumenta mas despedida é algo que nunca vai ser bom. Peço que você tenha mais foco no primeiro item, pra que você fique de bem com vocês mesmo!
Este post faz parte da categoria Sobre esse desapego, não deixe de acompanhar as próximas postagens e fique por dentro de tudo. Acompanhe também os desapegos em tempo real pelo Facebook do blog!
Aprender a se amar:
Sei que muita gente pelo menos uma hora na sua vida, já se olhou no espelho e não gostou de algo em si mesmo e ficou com aquilo na cabeça por horas, dias, meses, e até já tentou concertar! Só que isso em outras pessoas mais sensíveis, digamos assim, funciona de uma forma bem mais estrondosa, onde a pessoa pode até perder o prazer da felicidade em circunstancia do seu próprio corpo.

Não estou dizendo que é simples você se aceitar, porque não é. Mas o hábito de você sempre procurar algum defeito em você mesmo e acabar achando vai criando um vinculo vicioso dentro de sua rotina onde você sempre vai ficar se colocando pra baixo e se diminuindo ao máximo, lógico que não por querer, mas por ter a pressão de algum dia ganhar aquele corpo perfeito. Isso não é só em relação ao seu corpo, é também com relação ao seu jeito, gosto, intelecto e muitas outras coisas.

Eu sempre fui assim, pra mim eu nunca estava satisfeito comigo mesmo, e hoje eu posso dizer com todas as letras que aprendi algo muito importante! Que eu sou algo único, e que todos nós temos nossos defeitos, mas se você olhar suas qualidades vai perceber o quão grandioso(a) você é. Não existe e nunca vai existir alguém igual a você então suas características é o que vão te definir, ou seja, se é uma marca sua como pode ser um defeito? Não é um defeito e sim um conjunto de qualidades envolvendo uma pessoa que vai além de qualquer outra. Você tem vários outros adereços positivos em sua vida, você é forte, você é um bom amigo(a), você é você!

Com o passar do tempo eu fui percebendo essas coisas e me aceitando mais e mais. Melhorar algumas coisas? É claro que a gente melhora, mas isso não quer dizer que você tenha de abdicar de algo que te faz bem, só porque o "padrão da sociedade" não te aceita. Seja loira, morena, gordo, magro, alta, baixo, tanto faz... Você é único(a) e tem que se orgulhar disso. A gente dá chance até pra ex-namorado porque você não dá uma chance a si mesmo? Se ame! ♥

Despedidas:
É eu agora estou bem mais conformado, conformado é a palavra certa porque aceitar já é outro assunto. De uma forma ou de outra ter de me desapegar das pessoas que eu mais amo (os amigos do colégio) foi estranho e doloroso, algo que é normal já que todas as despedidas são bem chatinhas. Mas agora olhando pra frente eu acho que isso foi bom, ou não. Mas pra mim era algo necessários sabe...

Você entende que alguém entra na sua vida por obra do destino certo? E se ela chegou até você é porque de alguma forma aquilo tudo se encaixou, então o lado bom das despedidas é você saber que aquele ciclo acabou mas acabou porque era para se terminar, além do mais quem vai atrapalhar o destino de cada um deles? É meio que egoísmo você querer todos a sua volta só pra você se sentir bem e sabendo que todos estão ali. Todos eles tem uma vida, tem outros amigos, tem outras histórias, outros pensamentos, assim como você, então não seria nada justo você colocar o futuro de tantas pessoas em jogo só pra se sentir feliz!

Com esse pensamento eu percebi que despedidas até que fazem bem. Você se acostuma claro a ter aquelas pessoas ali com você todos os dias, mas deixando elas viverem um pouco pra você viver também, faz experiências novas aparecerem, isso é a questão do amadurecimento, onde você sabe que outros podem vir e voltar a qualquer momento, mas entende que a vida é cheia de chegadas e partidas e o melhor caminho é lutar pra ser feliz deixando que os outros também sejam!

Concluindo:
O ser humano tem de a se apegar a coisas que faz ele se sentir bem e amado. Como também tenta retirar de si próprio coisas que odeia não por ele mesmo, mas sim por querer se encaixar em alguma classe social criada não para juntar, mas sim para dividir. Cabe a você saber a hora de mudar e de agir, sabendo que ao seu redor existem outros que também querem alcançar a felicidade igual a você. É sempre bom a gente tomar posse de tudo o que faz bem pra nós mesmo, mas também deixar aquilo que tomamos livre para ser feliz assim como um dia trouxe a felicidade pra nós. Não se apegue tanto as coisas passageiras e se for caso de se apegar veja sempre sua hora de partida! ♥

Instagram ♥ Facebook ♥ Pinterest ♥ We heart it ♥ Twitter ♥ Tumblr

2 comentários:

  1. Que post incrível e de grande aprendizado! Realmente, o ser humano tende a se apegar aquilo que faz bem, o que acaba gerando uma zona de conforto. Ano novo esta ai pra sermos livres em busca da nossa felicidade, se amar mais, desapegar daquilo que não faz bem... <3

    Beijão,
    Quase Mineira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente isso essa "zona de conforto" que faz a gente muitas vezes nem querer sair do lugar com medo de ver e sentir coisas novas. Que 2017 possa ser um ano de mudanças pra muitos! ♥

      Excluir

◘ Os comentários são todos moderados, assim antes deles serem exibidos eu poderei ler todos eles.

◘ Você poderá comentar com NOME e URL, basta clicar no botão "comentar como" e em seguida clicar em "Nome/URL" preencha os campos e digite seu texto.

◘ Deixe o link do seu blog ao final do comentário. Obrigado!

© Sorriso de vida - 2015 - 2017. Todos os direitos reservados. Criado por: Adeeh Mello. Mande todo seu carinho: Contato.